Morro da Urca, Ilhas Cagarras + Praia da Urca (Barco)

No dia 10 de março, um grupo de amigos se reuniu para um passeio de lancha, algo que ainda não conhecia na cidade do Rio de Janeiro, mesmo depois de morar aqui há mais de 11 anos na capital. Decidi deixar o registro para facilitar os leitores, caso queiram fazer algo diferente e muito interessante.

A lancha, com limite para 8 pessoas além do capitão, ficou no preço de R$1.200,00 para o passeio de 9 às 14:00h. Com uma certa conversa, conseguimos estender um pouco o passeio. A saída foi do Clube Guanabara, em Botafogo.

De início, um dos cartões postais do Rio de Janeiro já se destaca, com a vista privilegiada para o Cristo Redentor. Logo em seguida, passamos pelo Bondinho, praia de Copacabana, praia de Ipanema e por fim, chegamos às Ilhas Cagarras.

Assim que chegamos, o planejamento era fazer um churrasco. Enquanto não ficava pronto, pensamos em nadar de uma Ilha a outra. Pelo tamanho das ilhas, era impossível calcular a distância, mas aceitei o desafio. Resolvemos nadar para aproveitar e fazer um exercício logo de manhã.

Depois de 40 minutos, chegamos até uma das Ilhas. Depois de uma câimbra ou outra, começamos a voltar e calculamos em estaríamos de volta ao barco em pouco mais de 1 hora. O nado em mar aberto é algo mais complicado, então muito cuidado com essa decisão. É sempre melhor não forçar muito a barra.

Quando já estávamos com 52 minutos de exercício, paramos e vimos uma lancha vindo exatamente na nossa direção, o que parecia ser uma coincidência infeliz, pois teríamos de desviar e ainda ganharíamos umas ondas para contornar. Qual não foi nossa surpresa que nossos amigos preocupados não foram nos resgatar? Enfim, facilitou um pouco o retorno, mas nada que com mais 20 minutos não estaria resolvido a nado.

Voltando ao ponto inicial, o número de lanchas em volta aumentou muito. Mas o mais impressionante foi que no adiantar da hora a nossa lancha começou a balançar demais. Depois de já iniciado o churrasco, decidimos partir a caminho da praia da Urca, pois a probabilidade de balanço no mar era menor, e muitos já estavam enjoados.

Mais próximo da praia da Urca, o mar estava menos agitado e o visual era fascinante. Passadas algumas horas diante de uma beleza natural indescritível, o passeio estava chegando ao fim. Voltamos ao clube Guanabara, onde foi possível ver o pôr do sol e, ainda, observar uns pássaros. Segue alguns registros, primeiro o vídeo dessa aventura, e na sequência, algumas fotos, sem filtros ou edição.

You may also like

Leave a Comment

Your email address will not be published.